Pedra na Vesícula

Colecistectomia Videolaparoscópica

 

O que é colecistectomia laparoscópica?

               A vesícula biliar é um órgão pequeno, em forma de pera, situado embaixo

do fígado na parte superior direita do abdome. Sua principal função é armazenar a

bile, utilizada pelo organismo para auxiliar a digestão de gorduras.  

               A colecistectomia videolaparoscópica é a retirada da vesícula biliar.

Na técnica videolaparoscópica, o cirurgião faz uma ou mais pequenas incisões no

abdôme do paciente (de 0,5 a 1 cm) para a introdução de pequenos tubos  que

contêm pinças cirúrgicas e uma pequena câmera de vídeo, que ilumina o abdôme

do paciente e envia uma imagem aumentada a um monitor, onde o cirurgião tem

uma boa visão da cirurgia Quando a vesícula é identificada, o cirurgião coloca

clipes de titânio que apertam a artéria cística (que leva sangue à vesícula) e o

ducto cístico (que leva a bile da vesícula em direção ao coledoco e posteriormente 

ao intestino). O processo normalmente entre 30 minutos 1 uma hora. Após a

remoção cirúrgica da vesícula biliar, o cirurgião costuma mandá-la para um exame

patológico, a fim de confirmar o diagnóstico do paciente.  

 

Como ficará a minha digestão sem a vesícula biliar?

             A vesícula não é necessária para digestão e para manutenção da saúde,

depois da sua retirada, o colédoco (ducto biliar, que vai do fígado ao intestino) passa

a desempenhar essa função.

 

Quais são as indicações para retirada da vesícula biliar?

1- Presença de cálculos (pedras) biliares: Cerca de 10% da população acime de 20

anos possui cálculos na vesícula biliar . Eles podem ser formados de colesterol

(maioria) ou cálcio. Cerca de 10% da população possui cálculos biliares e o

fator de risco para presença deles são: sexo feminino, uso de anticoncepcionais,

gravidez, obesidade, perda de peso, histórico familiar, cirrose, idade, entre outros.

Os cálculos geralmente são detectados por ultrassonografia e podem levar a várias

complicações como: dor biliar, colecistite aguda (infecção da vesícula), coledocolitíase

(pedras no ducto colédo) e pancreatite. Além disso, cálculos de grande tamanho aumentam

a incidencia de câncer na vesícula biliar.

2- Presença de pólipos (indicação varia conforme o tamanho), tumores benignos e malignos

3- Presença de infecção na vesícula biliar (colecistite)

 

Quais são os sintomas provocados por cálculos na vesícula?

                Pode se manifestar de várias maneiras, sendo que a maioria dos pacientes são assintomáticos por vários anos. Nos casos sintomáticos, a obstrução do ducto da vesícula biliar por um cálculo, a colecistite, coledocolitíase ou pancreatite podem causar dor no abdome, principalmente do lado direito próximo às costelas, conhecida como cólica biliar, podendo estar a ssociada a vômios e outros sintomas digestivos.

 

Quando vou poder voltar para casa?

             A maioria dos pacientes podem voltar para casa no mesmo dia. Alguns

podem precisar permanecer no hospital um ou dois dias depois da cirurgia,

dependendo das suas necessidades pessoais ou presença de outros problemas 

de saúde.

 

Quando vou poder retornar ao trabalho e outras atividades?

             Geralmente 7 a 10 dias após a cirurgia

 

Quais as possíveis complicações da colecistectomia videolaparoscópica?

                 A cirurgia videolaparoscópica tem como característica diminuir a agressão e o trauma cirúrgico, causando menor agressão ao organismo, quando comparada a cirurgia aberta. Ele é feita com anestesia geral. Como em qualquer procedimento o risco de complicações existe, porem a colecistectomia é considerada um procedimento seguro, a incidência de complicações é muito baixa.

 

 

Vesícula Biliar
Colecistectomia Videolaparoscópica
Vesícula
Desk do médico
Dra Ana Carolina Buffara
Cirurgia do Ap. Digestivo