APENDICECTOMIA VIDEOLAPAROSCÓPICA

 

1. O que é apendicite?

                O apêndice cecal é um pequeno órgão, em forma de bolsa, fino

e longo, como um dedo, localizado no final do ceco (intestino grosso).

O apendicite é uma infecção do apêndice cecal. As causas dessa afecção não são

totalmente conhecidas, porém geralemnte a infecção ocorre deviso a uma obstrução

da luz desse órgão, que pode ser causada por um pedaço de fezes (fecalito), aumento

gânglios linfáticos, parasitas, infecções bacterianas ou virais, e mais raramente pólipos

e tumores. A obstrução da luz do órgão leva a proliferação bacteriana, já que o

conteudo intestinal é rico em bactérias, causando então um processo infeccioso, o

apendicite levando a apendicite. Caso não ocorra a remoção do apendice, pode ocorrer

uma perfuração desse órgão, o que pode levar a peritonite (uma infecção abdominal

grave). 

 

2. Quem pode ter apendicite?

                     Essa afeccção   é mais comum em pacientes jovens (entre 15 e 30 anos), porém pode ocorrer em qualquer idade, inclusive em crianças e idodos. Cerca de 8% da população irá ter apendicite em algum momento de sua vida.

 

3. Quais os sintomas do apendicite?

               O apendicite geralmente começa com uma dor em andar superior no abdome, que muitas vezes pode ser confundida com dor no estômago. Com o passar das horas, a dor vai se tornando mais intensa e geralmente se localiza na porção inferior inferior do lado direito do abdome. Sintomas comuns também são perda de apetite, náuseas, febre, alteração no hábito intestinal, entre outros. A manisfestação clínica pode variar bastante em cada caso, portanto, é importante procurar atendiomento médico sempre que houver dúvidas. O diagnóstico é feito através dos sintomas, exame físico e exames de imagem (ultrassonografia ou tomografia computadorizada).

 

 4. Como é realizada a  apendicetomia?

        A apendicectomia (retirada do apêndice cecal),

atualmente é realizada através  de videolaparoscopia. Sob

  anestesia geral, são realizada 3 pequenas incisões

(conforme lustração), entre 5 e 10 mm e o apêndice é retirado

por um dessas incisões. A cirurgia dura em média 30 a 60 minutos,                                                                                                            porém o tempo e a dificuldade da cirurgia variam conforme a                                                                                                                localização e o grau da infecção do apendice. O tempo de                                                                                                                      internação também varia conforme o grau da infecção. Em uma                                                                                                             pequena minoria de casos (peritonite, perfurações, alterações                                                                                                               anatômicas), pode ser necessária a apendicetomia aberta.                                                                                                                     (conforme ilustação). O apendice sempre é encaminhado

 para biópsia.

                                                      

                                                                                                              

© 2015 Site Design by ANA CAROLINA BUFFARA BLITZKOW